Início O Caminho Obreiro Aprovado
Obreiro Aprovado Imprimir E-mail

"O Caminho" nº12

A palavra “obreiro” aparece exatamente 8 vezes na Bíblia (na versão Atualizada), quatro vezes no VT e quatro no NT.

Mas vamos tomar como base o versículo de II Tim. 2:15: “Procura apresentar-te a Deus aprovado, como obreiro que não tem de que se envergonhar, que maneja bem a palavra da verdade”.

A palavra “obreiro”, no dicionário da língua Portuguesa, quer dizer: trabalhador, aquele que trabalha.

Muitos irmãos nos nossos dias têm uma ou um pensamento que obreiro é somente aquele irmão que deixou o seu serviço secular para servir a Deus.

Infelizmente, nos nossos dias, há igrejas locais que estão paradas espiritualmente e numericamente, esperando que um irmão como estes (“obreiro”) venha para dar continuidade no trabalho do evangelho.

Meus irmãos, quando agimos assim, estamos nos assemelhando às denominações deste mundo, que necessitam de um líder, que leva o nome de “pastor”, para não terem que fechar as portas.

Quando olhamos para a Palavra de Deus em Atos 16, vemos que Paulo anunciava a Palavra, e o resultado foi duas famílias salvas, batizadas e fiéis. Anos depois, quando Paulo escreve aos filipenses, vemos uma igreja local com bispos, diáconos e outros santos (Fil. 1:1). Tudo começou com duas famílias que tiveram a direção do Espírito Santo. Paulo não permaneceu sempre ali, mas prosseguiu com o trabalho do evangelho adiante.

Um obreiro é aquele que trabalha; pode ser aquele irmão que tem um emprego na fábrica, ou um comércio, ou é autônomo, ou se ocupa em qualquer outro emprego, mas que também trabalha no Evangelho, buscando ganhar almas para o seu Senhor, depois ou até mesmo durante o seu trabalho secular.

Graças a Deus que temos irmãos que deixaram o seu serviço secular para servir com mais tempo ao Senhor, mas não é necessário depender de um irmão neste sentido. Temos, sim, que trabalhar, servir ao Senhor fielmente, pois aquele que trabalha é um obreiro.

Que o Senhor Jesus Cristo seja o nosso ânimo, força e coragem para que cada um realmente possa ser um obreiro aprovado pelo Senhor.

M. A. Gebara