Início O Caminho Perguntando e Aprendendo
Perguntando e Aprendendo Imprimir E-mail

"O Caminho" nº12

Pergunta: A ceia mencionada em João 13:2 e 4 é a ceia da Páscoa?

Resposta: Sim. O primeiro versículo menciona a “festa”. Esta palavra descreve qualquer festa dos judeus, mas neste versículo é claramente chamada de “festa da Páscoa”.

Os versículos 2 e 4 mencionam a “ceia”. Esta palavra refere-se à refeição principal do dia, que os judeus costumavam tomar à tarde. A ceia mencionada aqui, portanto, seria a refeição tomada na tarde que iniciava a Páscoa. Devemos lembrar que o dia começava para eles à tarde no por do sol, e não à partir da meia-noite, como acontece entre nós.

Pergunta: Em I Cor. 11:5, nós lemos acerca das mulheres orando e profetizando. Como podemos entender isto à luz de outros versículos, tais como I Cor. 14:34, 35 e I Tim. 2:11-13?

Resposta: O ensino de I Cor. 14:34, 35 é claro. Quanto à participação das irmãs nas reuniões da igreja, o Espírito Santo diz: “lhes não é permitido falar”; e acrescenta, “é indecente que as mulheres falem na igreja”.

Em I Tim. 2:11-13 encontramos palavras igualmente claras. “A mulher aprenda em silêncio” (v. 11), e “não permito que a mulher ensine … mas que esteja em silêncio” (v. 12).

Estes versículos não deixam qualquer margem para dúvidas. Deus não quer que as irmãs falem nas reuniões das igrejas.

Em I Cor. 11:5, percebemos que havia um problema em Corinto. Algumas irmãs estavam orando e profetizando nas reuniões da igreja, e estavam fazendo isto com a cabeça descoberta. Foi um problema duplo, e o Espírito Santo corrigiu esta prática duma forma lógica e ordeira. Tratou das duas partes separadamente. Em capítulo 11, tratou da questão do véu, mostrando porque a irmã deve cobrir a cabeça nas reuniões. Em seguida, abordou a segunda parte, mostrando que a irmã não pode falar na reunião (14:34, 35).

Assim, I Cor. 11:5 não dá permissão às irmãs falarem nas reuniões; a Escritura não se contradiz.

R. E. Watterson